Gestão Ágil de Projetos e Portfólio com o TFS 2013


Fui questionado algumas vezes sobre o limite de projetos do Team Foundation Server, suportados por um Team Project Collection, alguns inclusive sabem qual é o limite e reclamam que é muito baixo.

 

Tentando entender o motivo desta dúvida, pensei em formular uma pergunta melhor, e cheguei em “Qual a melhor maneira de organizar o TFS para trabalhar com vários projetos e equipes?”

Usei essa pergunta como ponto de partida para este conteúdo, apresentado no Visual Studio Summit 2014.

 

O que é o TFS?

O TFS é uma ferramenta de ALM, ou seja, para Gestão do Ciclo de Vida de Aplicações, o que é diferente de gerenciar projetos.


Qual é a duração de um projeto? E qual o tempo de vida de uma aplicação? Quanto tempo?

A duração costuma ser a primeira diferença entre um projeto e uma aplicação, já que o ciclo de vida de uma aplicação costuma durar vários anos, e uma aplicação bem sucedida acaba passando por vários projetos de melhoria, ou até migração e reconstrução.

Um outro ponto importante em relação a uma ferramenta de ALM é a necessidade de gerenciar várias aplicações ao mesmo tempo, pois muitas aplicações costumam se integrar a outras, e a evoluir na forma de módulos distintos, com componentes em comum e com camadas isoladas.

Do ponto de vista de gestão, seria interessante ter a possibilidade de tratar vários projetos de maneira independente, para criação e evolução dessas camadas, módulos e aplicações, mas também seria muito útil poder consolidar e recombinar tudo.

Acrescentando a necessidade de trabalhar com equipes diferentes, inclusive equipes externas, contratadas para um projeto, começamos a incluir preocupações em relação a controles de acesso às informações.

 

Um Team Project

O TFS permite que várias equipes atuem em um projeto, e a organização hierárquica da empresa pode ser representada pelo recurso de Áreas, que acrescenta o controle de acesso aos itens de trabalho.

 



Os itens de trabalho podem ser classificados e organizados em até sete níveis hierárquicos, definidos por uma hierarquia de tipos de itens de trabalho, seguindo uma organização de portfólio backlog, que pode representar objetivos estratégicos e portfólio de produtos. Esta classificação é um exemplo sugerido no MSDN:

 



Para ilustrar, vale pensar em um conjunto como este para representar o nível de granularidade de cada nível hierárquico, que poderia representar um conjunto de iniciativas regionais em uma empresa global:

 



Um Team Project possibilita a gestão de várias equipes e várias aplicações, considerando vários projetos acontecendo ao longo do ciclo de vida de cada uma. No limite, não seria estranho pensar que uma implantação do TFS fosse utilizada para gerenciar um único Team Project.

Áreas e Equipes

Nas versões iniciais do TFS, a árvore de Áreas não tinha uma função específica, tendo sido utilizada para definir módulos da aplicação, ou mesmo suas camadas.

O conceito de Equipes, Team em inglês, surgiu com o TFS2012 e com ele podemos utilizar as Áreas para realizar o controle de acesso aos itens de trabalho. Com isso, passa a ser natural utilizar as Áreas para representar a hierarquia da empresa.

Para fazer a gestão das Áreas e Equipes é necessário acessar a área de administração do Team Project, clicando na engrenagem no topo direito do site do Team Project:

 



A tela principal da área de administração é a área de administração das Equipes, e a criação de uma Equipe pode criar uma Área correspondente:

 



Cada Equipe pode ter uma áreas padrão, que indica qual será a área utilizada quando um novo item de trabalho for criado por alguém deste time.

 


 

E para cada Área é possível administrar os acessos, definindo as permissões de cada time:

 


Portfólio Backlog

O portfólio backlog possibilita a gestão de vários níveis de itens de trabalho. Apesar de ser possível criar uma árvore de itens de trabalho do mesmo tipo, a possibilidade de definir os tipos de itens de trabalho para cada nível possibilita uma melhor organização e visualização dos mesmos.

Aqui podemos ver um conjunto de itens de trabalho dos tipos Epic, Goal e Experience, em um Team Project customizado conforme a sugestão do MSDN:

 



Para utilizar esta organização é necessário customizar o Team Project, exigindo o uso da versão On-Premises do TFS, pois o Visual Studio Online ainda não suporta customização do Team Project.

Referências

Para preparação desta apresentação e artigo foram utilizados estes materiais:

Add a backlog to Agile portfolio management

http://msdn.microsoft.com/en-us/library/dn217880.aspx

Agile Portfolio Management: Using TFS to support backlogs across multiple teams

http://msdn.microsoft.com/en-us/library/dn306083.aspx

Agile Planning and Portfolio Management with Team Foundation Server 2013

http://download.microsoft.com/download/B/C/8/BC8558E1-192E-4286-B3B0-320A8B7CE49D/Agile Planning and Portfolio Management with Team Foundation Server 2013.docx

Apresentação do Visual Studio Summit 2014

http://pt.slideshare.net/marceloazuma/gesto-gil-de-projetos-e-portflio-com-o-tfs-2013


Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: